(...) O conceito de colagem, a collage, foi pensado
durante o século XX por Max Ernst, ao qual aderiram muitos artistas
ligados a vários movimentos e principalmente ao surrealismo.

Durante o período pós-guerra,esses movimentos continuaram a existir
e certamente estão hoje misturados de alguma forma com manifestações
artísticas atuais, nas quais, nesse caso a collage
se destaca mais ainda que há anos atrás.

É cada vez mais presente o uso dessa linguagem, mesmo
que inconscientemente, e talvez seja essa a grande
proeza, pois como já foi citado, na frase de J.C. Ismael:

“a essência está em promover o encontro e fazer-nos
esquecer que as imagens se encontram”.


A idéia que fazemos de imagem é ampliada a
cada dia. É fácil ver hoje em dia na cidade um outdoor
com uma enorme imagem contrastando com os prédios,
ou mesmo nas estradas, contrastando com o verde.
Uma criança ao desenhar formas desproporcionais,
como por exemplo, um carro maior que uma casa, não
está fora da idéia de realidade, já que a imagem do
carro no outdoor tem proporções bem maiores do que
o real. Esse novo contexto proposto pelos mídia passa
despercebido pela maioria, inclusive pelos próprios responsáveis
por esses veículos de comunicação.

Isso não quer dizer que a arte collage é, como defendiam os surrealistas
e dadaístas, uma produção do inconsciente; muito pelo contrário,
a conjugação das imagens só acontece com a consciência das mesmas.
Observar uma collage é fazer o exercício de perceber
a articulação das imagens e associá-las primeiro
ao seu contexto habitual e em seguida ao novo contexto
proposto pelo artista.

Esse processo faz da collage
uma linguagem importante também na educação.
Pois serve de estímulo na relação do ser humano não apenas
com a obra de arte, mas com os seus conhecimentos
e experiências.

Essa linguagem, que dialoga com todas as expressões
artísticas, surgiu junto a todas as mudanças
das vanguardas modernistas, e modifica-se ou desenvolve-
se até os dias de hoje, com as influências dos
acontecimentos em cada período e com a capacidade
do artista de criar, recriar, perceber e idealizar o mundo.

A collage é a arte que dá uma nova chance á
imagem criada na consciência humana, a chance de
ser luz de reflexão, grito de protesto ou suspiro do inconsciente.



in "Revista Educação"

COLLAGE: A COLAGEM SURREALISTA
Aline Karen Fonseca

Views: 45

Comments are closed for this blog post

Forum

Posting to membership- 1 Reply

Started by Felicia Belair-Rigdon. Last reply by Cecil Touchon Sep 24, 2019.

Call for Artists: A Book About Death / Tribute to Ray Johnson

Started by Janice McDonald Jul 27, 2019.

Members

© 2020   Created by Cecil Touchon.   Powered by

Badges  |  Report an Issue  |  Terms of Service